Resenha: "A Mais Pura Verdade"

Título: A Mais Pura Verdade
Autor: Dan Gemeinhart
Páginas: 224
Editora: Novo Conceito

Sinopse: A Mais Pura Verdade - Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha.
Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.
Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram.
Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier. Nem que seja a última coisa que ele faça. 
A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.

*Este livro foi uma cortesia da editora Novo Conceito

Eu já tinha lido os primeiros capítulos do livro de uma amostra que a editora me enviou, então quando ele chegou aqui em casa ontem, passei ele na frente de todos para terminar a história que eu já tinha me apegado.

"Isto é uma coisa que eu não entendo: por que as pessoas gostam de levar consigo uma coisa que as faz lembrar de que suas vidas estão indo embora."

O livro conta a história de Mark, ele é um garoto que tem câncer, e depois de tanto lutar com idas e vindas da doença, ele decide que não dá mais e resolve cumprir uma promessa que fez para o avô, antes dele morrer, chegar ao topo do Monte Rainier. Com tudo preparado, e levando apenas coisas essenciais, ele tem em mente de que é uma viajem só de ida, e antes de ir embora ele deixa uma carta para a melhor amiga, pedindo que ela mantenha tudo em segredo. E assim, Mark e o seu cachorrinho, Beau, começam essa jornada rumo ao desconhecido.

"Mesmo a muitos quilômetros de distância, um amigo ainda pode segurar sua mão e estar ao seu lado."

Como eu disse antes eu já tinha me apegado ao livro só com alguns capítulos, o livro vem com dois pontos de vista, o de Mark que é em primeira pessoa e o da sua melhor amiga Jessie, que é em terceira pessoa. Os capítulos do livro são divididos dentro dele por exemplo: o capítulo 1, e no finalzinho vem o capítulo 1/2, nunca tinha visto isso em outros livros.

"Não era justo. Estar tão triste e tão confusa ao mesmo tempo. Muita coisa estava em suas mãos, e muitas eram suas emoções. Ela estava perdida.
O que uma amiga deveria fazer?
Como ajudar quando ajudar e ferir são a mesma coisa?"

A história de Mark é uma coisa linda, quando eu ia lendo tudo sobre o porque dele precisar fazer essa jornada, acabava apoiando a escolha dele, mas quando chegava as partes de Jessie, ficava com um aperto no coração por causa dos pais, que estavam desesperados para saber onde ele estava, se estava bem, o que estava acontecendo com ele naquele momento e a própria amiga que tinha o peso de saber para onde ele estava indo, mas por uma promessa, não poder contar para ninguém.

"A partir de agora eu teria que aguentar a dor. Ela não me mataria. Bem mataria, mas esse era o objetivo. Essa é a mais pura verdade."

Se você está pensando que a caminhada de Mark será uma coisa tranquila, está redondamente enganado, ela é bem sofrida, parece que nada da certo para ele, sempre que acontecia alguma coisa para atrapalhar ele pensava em como era fácil simplesmente ligar para casa e pedir para os pais buscar ele (eu também pensava como ele), mas sempre vinha algum pensamento que fazia ele renovar as energias e continuar. Essa jornada também não seria nada sem a presença de Beau, esse é o cachorrinho mais fofo e  corajoso de todos os livro, ele é a prova de que tamanho não é documento, quero ele aqui em casa.

"-Todo mundo deveria ter um cão - ele disse, pensativo, com a mão ainda fazendo carinho em Beau. - Os cães no ensinam a amar e ser carinhosos. Eles nos fazem lembrar das coisas que realmente importam.
Ele acenou com a cabeça e tomou um gole de seu café.
-Uma vida não é uma vida completa sem um cão; é o que eu sempre digo."

Esse é um livro que você termina em um dia fácil, eu consegui tranquilamente, realmente não tem como largar, não é parecida com nada que eu tenha lido antes, Mark tira vários aprendizados com pessoas que ele vai conhecendo no caminho, eu também aprendi sobre muitas coisas, com elas. A capa foi uma coisa que eu achei linda, porque me remete a uma parte do livro, que só lendo para saber. Eu tentei me segurar em várias partes do livro, mas no final não teve como e eu acabei chorando, eu tentei mas não deu.

Um livro com uma história sobre a amizade, sonhos, superação, realização e o que mais você quiser tirar dele, um livro que uma lição para dar aos seus leitores. Essa é a mais pura verdade.


3 comentários

  1. Parabéns pela resenha! Fiquei com bastante vontade de ler esse livro. É uma pena eu não ter mais dinheiro para comprar todos os meus desejos literários kkk. Sim, estou seguindo o blog e curtindo a página de vocês. Deem uma retribuída. rsrsrs

    Saudações literárias.
    Blog | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Felipe, obrigada, e que bom que gostou. :D

      Excluir
    2. Oi Felipe, obrigada, e que bom que gostou. :D

      Excluir

© Just Breathe - Todos os direitos reservados.
Criado por: Beatriz e Thayná.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo